Assim como a empresa tem uma marca destinada aos consumidores, objetivando atrair o interesse e incentivar ações de compra; ela também tem uma com foco nos profissionais, visando contratar e reter talentos — a marca empregadora.

A marca empregadora (ou employer branding, no inglês) também pode ser entendida como um ímã de colaboradores acima da média. Assim, é possível aperfeiçoar a força de trabalho, arquitetar equipes de alto desempenho e contar com os maiores talentos.

Nós reunimos uma série de informações sobre o assunto e dicas de como fortalecer sua marca com foco nos talentos. Portanto, leia com atenção os próximos tópicos!

Torne seus atuais profissionais promotores

Como construir uma marca empregadora, se quem está dentro da sua empresa não ama o trabalho? É quase impossível! Logo, o primeiro passo é transformar seus atuais funcionários em verdadeiros promotores da marca, apaixonados pelo negócio.

Para iniciar, faça um diagnóstico do nível de satisfação e lealdade dos empregados. Isso pode ser realizado com a pesquisa de E-NPS (Employee Net Promoter Score), classificando os funcionários em: promotores, neutros e detratores da marca.

Quanto mais profissionais promotores, melhor. Para tal fim, vale investir no bem-estar interno, em melhoria na comunicação, na liderança, entre outras ações que serão detalhadas adiante. O intuito é gerar lealdade no público interno.

Tenha bons casos de sucesso

Qual a história dos funcionários? Eles entram como estagiários e conseguem chegar aos cargos de liderança, degrau por degrau, ou permanecem por longos anos na mesma função? Para fortalecer a marca empregadora, é preciso ter casos de sucesso.

Mostre aos talentos de dentro e de fora do negócio que é possível crescer, bem como ser reconhecido e recompensado pelo mérito. Para tanto, vale a pena apostar no recrutamento interno, aproveitando quem já é da “família” para cargos de liderança.

Desse modo, poderá criar vídeos ou fazer posts explicando a trajetória de sucesso de quem começou da base da pirâmide e chegou ao topo, mostrando o que foi necessário para essa caminhada bem-sucedida, assim inspirando e engajando outros talentos.

Invista no bem-estar dentro do trabalho

Construir um ambiente de trabalho que ofereça qualidade de vida aos funcionários é essencial à marca empregadora. Além disso, garante ótimos resultados ao negócio, podendo torná-lo 70% mais rentável e 86% mais produtivo, em média.

Mas, para isso, é preciso investir na comunicação interna. Cada profissional deve ser devidamente alinhado e informado sobre assuntos importantes. Claro, também deve ter voz ativa na empresa, ser ouvido e respeitado pelo líder e colegas de trabalho.

No processo de melhoria da comunicação e do bem-estar é preciso constituir em novos canais de diálogo, conscientizar a liderança, criar uma cultura de feedback e assegurar que todos — do CEO para baixo — se comprometam com a comunicação interna.

Desenvolva uma página de carreiras

A página de carreiras é o cartão de visitas da sua empresa para todos os profissionais do mercado de trabalho. Na verdade, é um espaço web no qual pode compartilhar mais informações sobre a empresa, as vagas de trabalho e a cultura organizacional.

As maiores companhias do mundo possuem páginas de carreira. Lá, por exemplo, compartilham vídeos que falam dos benefícios de fazer parte do time, artigos com histórias de quem conseguiu crescer na empresa ou fotos do ambiente de trabalho.

Ainda é comum a divulgação das vagas em aberto, permitindo que os profissionais do mercado de trabalho realizem sua inscrição para participar do processo seletivo. Com a página de carreiras, a empresa terá um importante ponto de contato com os talentos.

Empregue ações de endomarketing

A grosso modo, o endomarketing significa a utilização de técnicas de marketing com foco no público interno, em especial os colaboradores. O intuito é torná-lo mais leal, motivado e disposto a vestir a “camisa” da empresa.

Há muitas possíveis ações de marketing interno. Uma importante montadora de carros, por exemplo, permite que seus vendedores sejam os primeiros a fazer o teste-drive dos veículos lançados. Desse modo, demonstra que eles estão em primeiro lugar.

Avalie quais ações de marketing é possível fazer em sua empresa, uma homenagem no Dia do Trabalhador ou no Natal é um bom começo. Surpreenda de modo positivo o público interno, demonstrando respeito e apreço pela entrega diária.

Reforce as redes sociais

Qual a imagem da sua empresa nas redes sociais? Qualquer profissional talentoso vai pesquisar um pouco sobre o seu negócio na internet (mais especificamente nas redes sociais) antes de aceitar fazer parte do time. Logo, é preciso ter atenção a esses espaços virtuais.

Aproveite para compartilhar um pouco mais sobre o negócio nas redes sociais, mostrar como os atuais profissionais são felizes e bem recompensados pelo trabalho. É viável, por exemplo, compartilhar depoimentos feitos pelo próprio time.

Como é impossível estar em todas as redes sociais e gerenciá-las com qualidade, aproveite para focar nas que realmente importam, como o LinkedIn (rede voltada aos negócios). Ao transmitir uma imagem positiva, terá mais chances de atrair talentos.

Construa um modelo de liderança exemplar

A última dica para reforçar a marca empregadora é investir na liderança exemplar. Os líderes são os principais responsáveis pelo bem-estar, pela inspiração e motivação dos seus subordinados. Se não atuam de modo exemplar, não são bem-vistos pelo time.

Nesse caso, a velha frase “faça o que eu falo, mas não o que eu faço” já não tem mais efeito algum. O líder é uma espécie de espelho e suas ações serão refletidas em todo o time de trabalho. Logo, é indispensável uma liderança confiável e comprometida.

Ela deve entregar resultados pessoalmente, ser a primeira a chegar e a última a sair, saber receber feedback dos superiores e oferecer feedbacks aos subordinados. Com essas e outras atitudes, poderá ser chamada de exemplar.

Enfim, essas são as principais dicas para fortalecer a marca empregadora da empresa e ter um empreendimento eficaz na atração e retenção de talentos, bem como na formação de equipes de alta performance. Desse modo, a força de trabalho será maior e os objetivos organizacionais serão atingidos com mais facilidade.

E ai, gostou do artigo? Aproveite para nos seguir nas redes sociais — estamos no YouTube, Facebook, LinkedIn e Twitter.