A cultura de dados é um dos pilares para um negócio saudável. Empreendimentos de qualquer porte (principalmente os médios e grandes) necessitam de informações claras e precisas para que os gestores não tomem decisões precipitadas. É nesse âmbito que discutiremos, hoje, a diferença entre business intelligence e business analytics.

Esses dois conceitos são bem parecidos e costumam causar dúvidas até aos mais experientes. Ambos têm a ver com a cultura de dados e são importantes para a manutenção dela. Entretanto, há algumas diferenças básicas entre o BI e o BA que devem ser compreendidas para que eles sejam trabalhados corretamente.

Antes de prosseguirmos, vale ressaltar que a análise e interpretação de dados são ações importantíssimas para uma empresa e podem significar muito em um mercado competitivo. No mundo empresarial, todas as escolhas têm um peso considerável e o poder de alavancar ou estagnar os negócios. A tomada dessas decisões não pode ser baseada em achismos, mas em fatos comprovados de alguma maneira.

Estudar o assunto prova que o gestor tem consciência do impacto das informações sobre o que ele faz. Se você está aqui, certamente já sabe disso também. Que tal, então, aprender mais sobre BI e BA e aprimorar seus conhecimentos sobre esses termos tão utilizados na área de gestão? Continue lendo!

O que é business intelligence?

Vamos entender cada ideia separadamente. O business intelligence, ou BI, pode ser traduzido para “inteligência de negócios” ou mesmo “inteligência de mercado”. Seu papel é, essencialmente, dar suporte aos empreendedores na criação e execução de um planejamento estratégico. Isso é feito por meio de um conjunto de métodos, processos e teorias que permitem às empresas mensurarem suas variáveis e KPIs.

Ou seja, o BI define de que maneira os dados serão coletados e observados para, posteriormente, serem utilizados nas estratégias internas. É uma ciência necessária para começar qualquer mensuração, já que são muitas as técnicas e metodologias possíveis com essa finalidade.

O que é business analytics?

O business analytics, ou só BA, também tem a ver com a coleta e mensuração de informações. Sua tradução seria algo como “análise de negócios”. Só que, neste caso, estamos falando mais de ação do que de teoria: é aqui que surgem respostas sobre como os dados serão lidos e interpretados e quais ferramentas serão usadas.

O BA preza por velocidade, otimização e entrega de resultados práticos. É dele que surgem relatórios, noções qualitativas e quantitativas e tantos outros elementos que trazem uma exploração mais aprofundada do tema em questão. É mais do que saber como e quando; você também fica sabendo o porquê.

Qual é a diferença entre business intelligence e business analytics?

Deu para perceber que os dois conceitos são realmente parecidos, não é? O jeito mais fácil de lembrar a diferença entre eles é vendo um como evolução do outro. O business analytics surgiu do business intelligence, desenvolvendo-se das técnicas de métricas mais antigas.

Não que o BI seja ultrapassado ou desnecessário atualmente. São apenas metodologias distintas. O business intelligence é muito útil para ajudar os gestores na elaboração de estratégias, em particular no início do planejamento, quando ainda não há muito no que se basear. O business analytics, por outro lado, é mais abrangente e costuma oferecer mais recursos de estatísticas.

O diagnóstico permitido pelo BI é importante para a construção e aprimoramento das táticas aplicadas pela empresa — desde as que se dirigem aos clientes até a organização dos processos internos. As métricas que ele oferece, porém, podem ser confusas e complicadas de entender. Daí a importância do BA, que se encontra como um facilitador da compreensão de todos esses materiais.

Então, resumindo, o business intelligence é um tipo de sistema de métricas e análise de dados, enquanto o business analytics é outro tipo mais aprofundado e simplificado, feito com o intuito de ajudar no entendimento dos gestores. Ambos se baseiam na informação como ferramenta essencial, só com abordagens diferentes.

Quais os benefícios do business intelligence e do business analytics?

Como o objetivo das duas fórmulas são similares, grande parte de suas vantagens também é. Entre as vantagens estão:

  • melhores perspectivas de crescimento, de acordo com a realidade da empresa e do mercado;
  • melhoria na organização de processos;
  • auxílio na elaboração de planos e estratégias;
  • redução de custos;
  • redução de erros e falhas;
  • redução da duplicação de atividades;
  • avaliação do histórico da empresa;
  • avaliação da concorrência;
  • agilidade nos planejamentos;
  • confiabilidade nas informações.

O custo-benefício da aplicação dessas metodologias também pode ser considerado um benefício por si só. Os custos da contratação de profissionais de business intelligence ou da utilização de ferramentas especializadas de business analytics são variáveis, mas acessíveis.

Tudo depende do negócio e de suas necessidades. Alguns podem agir com soluções amplas, mas outros precisam de ações específicas e que podem ser mais econômicas.

Como os dois conceitos se complementam?

Esses sistemas não são inimigos ou donos de territórios exclusivos. Eles podem e devem coexistir! Se o BA nada mais é do que um expoente do BI, não há razão para se livrar do “original”. Na verdade, o business intelligence fornece o básico para que o analytics consiga se firmar.

O que o BI faz é coletar informações, mensurá-las e montar relatórios que expliquem o que está acontecendo com a empresa em diversos sentidos: entre os concorrentes, entre os consumidores, na própria equipe, etc. Como não é tão simples criar projeções futuras apenas com tais relatórios, o BA se torna um próximo passo fundamental.

Daí para frente, o business analytics se baseia no que já foi feito para um estudo minucioso e acessível dos dados, além de fornecer também elementos complementares e possíveis soluções a serem empregadas. É uma continuação inevitável do trabalho anterior, não acha?

Portanto, tanto o BI quanto o BA devem ser incorporados no dia a dia do planejamento estratégico da sua empresa. A mensuração e a análise de dados são o início de qualquer tomada de decisão, especialmente no que diz respeito às grandes mudanças — nas vendas, nas compras, no marketing ou em outros processos internos.

A diferença entre business intelligence e business analytics não significa que um exclui o outro, mas que ambos fazem parte de um sistema maior. Aproveite essa descoberta e use em favor dos negócios!

Se você curtiu este conteúdo, que tal nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de outras novidades na área da gestão? Confira nosso Facebook, Twitter, LinkedIn e canal no YouTube!