Não tem jeito: desenvolver um bom planejamento financeiro é algo essencial para quem deseja atingir sucesso com sua a empresa sem ter problemas com a disponibilidade de recursos. 

Afinal, planejando seu capital e gastos, torna-se possível ter uma visão mais clara dos investimentos necessários para a operação e crescimento da empresa, assim como dos pontos fortes corporativos e daqueles que precisam ser aperfeiçoados no negócio.

Mas como garantir o equilíbrio e o controle das finanças de um negócio? Neste post, veremos algumas dicas que te ajudarão a colocar a vida monetária de seu empreendimento em ordem. Continue lendo!

1) Anote tudo

Em primeiro lugar, monte uma relação detalhada de todos os gastos e entradas financeiras do seu negócio — esse é o básico para se montar um planejamento financeiro. Nessa lista, coloque tanto os gastos fixos (como contas, salários e taxas de aluguel) quanto os que variam de mês a mês. Dessa forma, além de controlar os gastos passados, você também poderá fazer projeções mais precisas sobre suas despesas futuras.

2) Analise os dados coletados

Depois de montar a sua planilha, é conveniente que você analise de forma inteligente as informações contidas nela. Estude tanto a receita gerada quanto o gasto total do seu negócio — e, se possível, divida as áreas da empresa nessa análise.

Deste jeito, você poderá subdividir os setores da companhia e, assim, analisar detalhadamente as informações de determinada ação ou campanha, por exemplo.

Além disso, elabore outra lista com os lados positivos e negativos de cada operação, juntamente com o panorama da atuação de cada setor. Ao final, leia todo esse relatório a fim de alcançar um diagnóstico mais completo da situação de sua empresa.

3) Organize-se adequadamente

Para conseguir ter um bom planejamento financeiro, é fundamental que a empresa seja organizada. Isso porque a coleta de dados eficiente se dá apenas por meio de um sistema disciplinado, que tenha o envolvimento sério dos profissionais envolvidos.
 

4) Tenha um calendário financeiro

Esta é uma dica simples e fácil de ser executada, mas que pode ajudar muito a vida financeira de um empreendimento.

Basicamente, este calendário nada mais é do que uma agenda com as principais datas da empresa. Ou seja, uma sinalização dos dias em que a empresa tem maior movimentação financeira, seja de ganho ou gasto.

5) Separe sua vida financeira pessoal da empresa

Muitos donos de negócios acabam misturando seus dados financeiros com aqueles de sua empresa — o que é um grave erro. Afinal, misturar o caixa da pessoa física com o da jurídica faz com que a análise de dados da empresa não seja fidedigna, uma vez que as informações levantadas não são totalmente corretas.

Portanto, uma saída para essa situação é fazer um pró-labore específico para os donos ou sócios do negócio, que não comprometerá o caixa do negócio.

6) Negocie

Tendo em mente quais são os dias de maior movimentação financeira na empresa, negocie com parceiras ou sócios os melhores dias e formas de pagamento. Essa atitude o ajudará a segurar dinheiro no caixa, o que pode ser importante para a empresa.

Outra opção, ainda, é adiantar o recebimento de pagamentos, quando viável. Vale a pena, por exemplo, estimular promoções ou descontos para quem pagar à vista, caso a empresa trabalhe com vendas.

7) Trace boas estratégias

Estratégias de marketing ou vendas devem ser minuciosamente planejadas. Caso contrário, ações que antes dariam lucro para a empresa, podem se tornar uma grande dor de cabeça.

Logo, é imprescindível calcular um preço justo para sua mercadoria, levando em conta o tempo e custo de produção do serviço, a taxa de empresas parceiras, expectativa de lucros e outros dados relativos. 

Já na hora de dar descontos, por exemplo, é importante fazer um cálculo para saber qual diferença de valor pode ser posta em prática sem prejudicar a empresa.

8) Fique longe dos empréstimos

Na ânsia para que o negócio cresça, muitos empresários acabam fazendo empréstimos — muitas vezes sem pesquisar o mercado ou os modos de quitação dos créditos. E essa atitude pode ser um deslize fatal para muitas pequenas empresas.

Portanto, evite os empréstimos o máximo que puder. Afinal, eles terão que ser pagos eventualmente, do contrário, se tornarão um problema ainda pior na vida do empresário. Contudo, sabemos que, caso sua vida financeira não esteja em ordem, empréstimos se mostram inevitáveis.

Se essa for a situação, estude detalhadamente a empresa e o contrato da instituição financeira, tal qual a forma e o prazo de pagamento do valor. E tenha em mente que os juros cobrados nesse tipo de transação, muitas vezes, engolem grande parte do lucro que a empresa poderia ter.

Por isso, novamente, não faça empréstimos a não ser que eles sejam realmente necessários — e, para o futuro, tire uma porcentagem do seu lucro para um banco destinado a emergências financeiras do negócio.

9) Faça previsões

As previsões do ciclo operacional e de gastos são muito importantes para o bom planejamento financeiro de uma empresa. A primeira visa orçar os valores gastos ao longo das etapas de criação de determinados produtos: desde sua fabricação até o valor do estoque, além das vendas e entregas.

Já as previsões de gastos têm como foco saber quanto a empresa deve lucrar para se manter ou conseguir o sucesso no mercado.

Leve em consideração quais são os gastos necessários à empresa para saber o valor mínimo mensal que deve ser obtido. Assim também fica muito mais fácil estipular metas de vendas, a fim de alcançar um crescimento gradual da empresa.

10) Utilize softwares

Por fim, na busca pelo melhor planejamento financeiro da sua empresa, saiba que a tecnologia pode ser uma boa aliada. Hoje em dia, vários softwares de gestão estão disponíveis para se obter de maneira mais dinâmica e rápida as informações pertinentes à empresa, com geração de relatórios automáticos, que permitem um acompanhamento em tempo real de receitas e despesas geradas.

Lembre-se: um bom planejamento financeiro é, com certeza, um grande diferencial de uma empresa bem-sucedida. Afinal, qual negócio conseguirá atingir o sucesso sem ter um controle financeiro estrito? 

Então, viu como é fácil garantir e melhorar o seu planejamento? Sobrou alguma dúvida? Envie-nos pelo faleconosco@procenge.com.br .