Quer fazer com que todos os setores da sua empresa operem de maneira racional e em equilíbrio? Comece com um controle administrativo para, a partir dele, gerar ressonância em todo o empreendimento.

Isso certamente não será tarefa simples, pois exigirá uma série de etapas que transformarão a sua empresa. Ficou interessado? Então siga conosco, aprofunde-se no assunto e saiba o que, de fato, pode ser feito para mudar a realidade do seu negócio. Sem mais conversa, vamos ao conteúdo!

Qual é a relação entre planejamento e controle?

Muito se fala a respeito da importância do planejamento para uma empresa. De fato, essa é uma etapa fundamental para que o empreendedor determine seus objetivos em curto, médio e longo prazo e tenha como crescer de maneira sustentável.

Mas nem sempre ouvimos falar do papel do controle, essencial para que tudo aquilo que foi planejado ocorra de maneira adequada. Nesse sentido, é preciso pensar em formas de garantir o sucesso de sua proposta, atuando com critérios e de acordo com as possibilidades.

Nessa lógica, devemos pensar no controle administrativo como algo realmente necessário para o sucesso da empresa.

O que é controle administrativo?

É um procedimento que faz parte do processo administrativo e compreende todas as atividades da empresa. Seu intuito é garantir que as operações reais coincidam com o planejado. Sendo assim, o controle é uma função administrativa, um trabalho de coordenação da base que permite a otimização da gestão.

Podemos dizer que a administração tem quatro funções específicas: o planejamento, a organização, a gestão e o controle. Juntas, essas aplicações caracterizam o processo administrativo.

O controle é a função administrativa por meio da qual o desempenho da empresa é avaliado. Fazem parte dele atividades como o acompanhamento das ações, o respeito às normas e aos padrões estabelecidos para a realização de análises e a correção dos problemas identificados.

Com o controle administrativo é possível planejar atividades e determinar metas em função das correções necessárias. É esse controle gerencial que permite analisar processos, atuar em reparos e melhorar o desempenho da empresa nas diferentes atividades que fazem parte da sua rotina.

Assim, a companhia consegue agir de forma alinhada com seus objetivos previamente determinados. Consequentemente, podemos dizer que a principal importância do controle gerencial é identificar eventualidades, bem como os responsáveis por elas, e agir na correção dos problemas.

cta-horizontal-integraçao
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Qual é a importância desse procedimento?

Com o controle administrativo, a empresa tem como garantir a continuidade do fluxo de operações em conformidade com as expectativas. Assim, seus resultados oferecem aos gestores melhores condições para que eles possam tomar decisões com critérios.

Com uma contabilidade correta, capaz de oferecer informações precisas a respeito do empreendimento, ganha-se em riqueza de detalhes, permitindo que as decisões sejam acertadas. Esse é um caminho para melhorar a gestão e facilitar o alcance dos objetivos estabelecidos.

Uma organização competitiva no mercado em que atua, precisa, mais do que se preparar em relação às estratégias de vendas, aperfeiçoar suas operações e ter maior eficiência nos processos. Assim, a empresa é capaz de reduzir custos e melhorar a qualidade das soluções apresentadas.

Nessa lógica, o controle interno para uma companhia representa o conjunto de procedimentos ou rotinas que têm por finalidade proteger os ativos, bem como produzir dados confiáveis e prestar auxílio na condução adequada das atividades da empresa, representando os controles contábeis e administrativos com clareza e praticidade, visando seu melhor desempenho.

Em resumo, o controle administrativo é o recurso que permite a você assumir as rédeas do próprio negócio e garantir que as mais diferentes atividades estejam sempre em conformidade com os seus interesses, preservando, assim, a fase de planejamento durante o tempo que for necessário.

 Como é feito o controle administrativo?

A parte prática deve ser recorrente para que os resultados positivos sejam mantidos com o passar do tempo. Em linhas gerais, todo processo de controle ou avaliação segue os seguintes passos.

Definição de um modelo a ser seguido

Crie as referências para que o analista identifique aquilo que deverá ser feito e qual é o resultado esperado. O modelo precisa seguir algumas características, como: ser desenvolvido por quem vai utilizá-lo, ser consequência de um consenso do grupo que fará uso dele e ser objetivo e embasado na prática, de maneira a retratar a forma como os processos realmente funcionam.

Estabelecimento de uma unidade de medida

É preciso trabalhar com uma medida para avaliar o desempenho, definindo como acompanhar e monitorar a performance. Em função disso, será possível tirar informações sobre o que está sendo controlado.

Trabalhe também com relatórios estatísticos. Isso dá a você condições para avaliar a evolução da análise e, com o tempo, aperfeiçoar o seu trabalho.

Comparação do desempenho com o padrão estabelecido

Com o estabelecimento de padrões, é possível encontrar parâmetros para avaliar o que for necessário. É na avaliação do desempenho com base nos padrões estabelecidos que se compara os resultados atingidos com aquilo que era esperado.

A comparação é o grau de diferença entre o desempenho real e o que foi desejado. Com essa medida você pode verificar os resultados da sua empresa e, então, ter condições para agir.

Ação corretiva

Por fim, é preciso saber como agir. A ideia da ação corretiva é transformar os processos para que eles ocorram exatamente da maneira como a empresa julga adequada. Para tanto, a coleta e a comparação das informações têm grande importância, pois é em função delas que a ação ganhará em eficiência. Esse é o momento de atuar sobre erros, desvios, variações, entre outros.

Enfim, o controle administrativo é um recurso fundamental para garantir a continuidade dos processos de maneira compatível com aquilo que a sua empresa determinou previamente. Sendo assim, não deixe de considerá-lo e de recorrer a ferramentas capazes de otimizar esse trabalho para você e seu negócio.

Entendeu a importância do controle administrativo? Pois saiba que é possível otimizar sua implantação: leia este texto e descubra como um software ERP é capaz de ajudar nas várias áreas da empresa!