Logística para a indústria: 6 dicas para otimizar esse processo

6 minutos para ler

Para que o desenvolvimento industrial esteja de acordo com as expectativas de seus gestores, não basta somente investir em soluções inovadoras ou contar com profissionais de qualidade. É preciso observar uma série de outras questões fundamentais, como as que envolvem a logística para indústria.

Somente assim é que o processo como um todo tem como ser feito de maneira realmente eficiente para trazer os melhores resultados. Se você quer saber quais são essas questões, então acompanhe o texto e confira mais sobre isso.

1. Comece fazendo um planejamento logístico racional

Independentemente de qual é o seu negócio, ele precisa começar pelo planejamento. Essa é a forma inteligente de fazer com que cada ação a ser executada na sequência possa ser acompanhada e analisada de acordo com as projeções.

Uma vez que algo fica abaixo do esperado, isso permite uma intervenção mais rápida e a solução imediata do problema. Caso tudo esteja sob controle e os resultados aconteçam de acordo com o planejado, significa que é questão de tempo até que a indústria comece a prosperar no mercado.

Quando se planeja, são criadas formas de ser racional. Portanto, tenha critérios para estabelecer aquilo que pode e o que não pode ser feito. Pense em como agilizar a sua linha de produção, procure identificar parceiros em potencial para viabilizar soluções de mercado e encontre meios para integrar as equipes e sofisticar os processos.

Definindo procedimentos o quanto antes, mais chances terá de criar um projeto eficiente e lucrativo.

2. Tenha critérios para fazer o controle de estoque

O estoque representa um dos pilares de uma logística qualificada. É preciso que sua gestão seja feita de forma inteligente para gerar dinamismo nas reposições e evitar desperdícios.

O importante aqui é trabalhar com análises estratégicas responsáveis por prever questões como a demanda, as sazonalidades e as tendências de mercado. Como fazer isso? A primeira obrigação é manter o controle rigoroso dos níveis de estoque, avaliando entradas e saídas assim que elas acontecem.

Uma dica é trabalhar com relatórios capazes de dar ao responsável uma noção clara a respeito daquilo que precisa ser reposto com maior e menor frequência para que assim a eficiência na gestão do estoque seja um diferencial do empreendimento.

3. Padronize e otimize os processos industriais

Unificar procedimentos é algo que permite simplificar as ações dentro das empresas. Entre outras vantagens que surgem em função disso estão:

  • a redução de perdas;
  • a criação de uma cultura empresarial forte;
  • o aumento da transparência;
  • a redução da variabilidade.

Para tanto, é preciso criar padrões de acordo com as possibilidades do seu negócio, transmiti-los para toda a equipe e gerar meios para fazer com que todos se enquadrem na proposta. Isso sem falar na busca contínua para mantê-los funcionando bem.

Powered by Rock Convert

Trabalhe com manuais de procedimento, eles darão à equipe e, principalmente, aos novos funcionários referências para agir sempre de acordo com as necessidades da companhia. Mapeie os processos dentro da empresa e, em função do entendimento sobre eles, procure caminhos para otimizá-los. Nesse ponto, a tecnologia pode ser muito útil. É sobre isso que falaremos no próximo tópico.

4. Conte com ferramentas que simplificam a logística para indústria

A tecnologia precisa ser vista como um elemento capaz de simplificar diferentes procedimentos dentro de uma empresa, independentemente de seu porte ou tipo de atividade realizada. Quando falamos da logística, esse recurso é fundamental.

Pense na quantidade de dados e nas diferentes fases que envolvem o processo de distribuição. Para simplificar a integração entre as etapas, é possível contar com recursos tecnológicos completos e interligados capazes de garantir o planejamento estratégico e otimizar atividades como o transporte e o armazenamento de produtos.

A tecnologia permite ganho de tempo, aumento de qualidade e melhores entregas, o que gera diminuição de erros e redução de custos. Entre as ferramentas tecnológicas que podem fazer a diferença na indústria, estão os seguintes sistemas:

  • de controle de processos;
  • de gestão de transportes;
  • de gestão de frotas;
  • de gestão de armazéns;
  • de rastreamento e monitoramento de entregas;
  • de roteirização, entre outros.

5. Realize uma gestão eficiente de fornecedores

Entre outras responsabilidades da logística, está o trato com os fornecedores. É preciso que essa relação seja boa para as duas partes, possibilitando uma parceria proveitosa e duradoura.

Uma primeira dica é compartilhar os sistemas da cadeia de suprimentos com os fornecedores, pois assim eles podem alinhar sua produção aos controles da sua empresa. A tecnologia é fundamental para viabilizar isso, pois com sistemas sofisticados, você consegue dar acesso ao fornecedor às informações na sua base de dados.

Procure também monitorar as atividades dos fornecedores, de maneira que eventuais falhas não comprometam as atividades da sua empresa. O ideal é que você conheça bem as companhias com quem pretende firmar parceria, antes de fechar negócio, essa etapa é fundamental para concretizar a qualidade dos processos. Mas não significa que você não deva estar atento o tempo todo, visando garantir a qualidade das entregas e também contribuir com a evolução de uma empresa parceira.

6. Dê atenção especial à gestão do transporte

Para que as mercadorias sejam entregues dentro do prazo e com a qualidade esperada pelo cliente, pensar na gestão de transporte é fundamental. Isso envolve o que acontece dentro da empresa, com o deslocamento de produtos do armazém para a fábrica, por exemplo, e o que acontece fora dela, nas ruas e estradas

Sendo assim, não deixe de avaliar fatores como a manutenção dos veículos a serem utilizados nas viagens, o consumo de combustível e o monitoramento das entregas.

O que é mais interessante para a sua atividade? Contar com uma frota própria para entregas ou investir na terceirização de serviços logísticos? A escolha deve ser feita em função dos custos que a sua indústria terá e da satisfação do consumidor final.

Enfim, essas dicas podem ajudar você a melhorar o processo logístico da sua indústria como um todo. Tenha atenção a elas e comece a ver os resultados aparecerem.

Quer se aprofundar mais em relação à logística para indústria? Então não perca tempo e baixe o nosso guia de logística para indústrias.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This