É necessário pensar na educação, inserindo-a no contexto atual. E isso significa fazer bom uso de todos os recursos disponíveis para tornar o setor mais eficiente e estratégico.

A tecnologia pode desempenhar um importante papel dentro dessa realidade. Veja como ela pode contribuir para a realização de uma gestão educacional eficiente e desenvolvida!

A realidade digital e tecnológica

Não tem como fechar os olhos para o avanço tecnológico da sociedade atual. A internet e os aparelhos digitais permitem que a informação e a comunicação alcancem níveis elevados de eficiência, contemplando a diversidade de conteúdo, o encurtamento de distâncias, o fluxo rápido de informações e assim por diante.

O setor educacional ganha muito com essa realidade, sendo seu dever e sua responsabilidade aplicar esses recursos na sala de aula e na administração das instituições de ensino, direcionando-os da forma mais adequada para atingir os objetivos propostos.

O desafio para o profissional que atua na área educacional

Apesar do acesso fácil aos recursos de informática e de TI em geral, os professores precisam saber como usá-los e aplicá-los da forma certa. Existe uma variedade enorme de recursos, principalmente no que se refere à quantidade de informações, e é necessário filtrar e separar o “joio” do “trigo”, tendo em vista que existem pontos positivos e negativos a serem tratados.

Não é exagero afirmar que os alunos anteciparam-se aos professores e foram responsáveis por levar a tecnologia para dentro das salas de aula, iniciando assim o processo de informatização e digitalização no setor.

A gestão educacional deve consagrar a tecnologia, tanto na área pedagógica quanto no âmbito administrativo. Não importa a série ou a graduação do estudante — a TI deve ser uma importante aliada na gestão do conhecimento escolar e nas práticas de gerenciamento e controle das instituições de ensino.

A gestão educacional deve se apropriar da tecnologia para desenvolver serviços mais eficientes

Hoje, já é possível dar aulas online — através de dispositivos como Skype — ou desenvolver cursos virtuais, preparados e disponibilizados na forma de vídeos ou CDs.

Com a possibilidade de usar softwares para medir com precisão o desempenho dos alunos, baseando-se em diferentes critérios (capacidade cognitiva, nível de concorrência de determinado curso ou instituição, rapidez para a resolução das questões, ranking de disciplinas), os professores podem identificar as limitações e falhas dos estudantes, bem como seus pontos fortes, e aproveitar o resultado dessa medição para corrigir e melhorar o desempenho deles nas provas.

Os softwares são capazes de medir a performance, fornecendo números úteis para comparações, e gerar detalhados relatórios que poderão contribuir para os professores tomarem decisões mais acertadas, focadas naquilo que realmente é importante para o aluno.

O uso da tecnologia na gestão educacional e o controle administrativo/operacional

Como já se falou, não é somente no aspecto pedagógico que a tecnologia pode ser utilizada pelo setor de educação. A área administrativa tem muito a explorar nesse sentido. Hoje em dia, muitas empresas já utilizam os sistemas integrados de gestão (ERPs) para efetuarem um controle de alta performance sobre seus processos.

O ERP é um sistema automatizado que integra os diferentes departamentos de uma organização empresarial. E é preciso considerar que uma escola também é uma empresa, sendo necessário o controle do fluxo de caixa (setor financeiro), do estoque (material escolar, especialmente livros), do RH (folha de pagamento dos funcionários), do setor contábil/fiscal (pagamento de tributos, realização de balanços e outras coisas) e assim por diante. 

O ERP também permite controlar processos operacionais, agilizando o desempenho das atividades e melhorando seus resultados, além disso pode integrar diferentes instituições, caso exista uma rede de ensino.

Uma vantagem dos sistemas integrados e automatizados de gestão é que eles podem ser adquiridos por módulos conforme as necessidades de cada negócio. Já existem softwares específicos para a gestão educacional, que contemplam as principais necessidades das escolas e faculdades.

 A TI oferece inúmeras soluções tecnológicas para otimizar a gestão educacional. Cabe aos profissionais que atuam na área se interessarem sempre mais por elas e escolherem as que mais satisfazem as necessidades de sua instituição. Assim, poderão executar atividades mais produtivas e oferecer serviços mais eficientes, que atendem a demanda dos alunos.

Gostou do post? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber novidades sobre tecnologia e gestão educacional!